Polícia da Paraíba prende acusado de ter sido o mandante do assassinato de vereador de Serra Branca/PB; empresário foi detido quando participava de festa de aniversário

(Geraldo Caetano: crime esclarecido, de acordo com a P. Civil)
O empresário José Sandro da Silva, 36 anos, acusado de ser o mandante do assassinato do vereador de Serra Branca, Cariri paraibano, Geraldo Caetano de Araújo “Déa”, de 47 anos, foi preso em um restaurante do bairro Pina, em Recife, quando comemora aniversário.
A prisão aconteceu no início da tarde desta segunda-feira (23/09), mediante mandado da comarca de Serra Branca.
A revelação é do delegado paraibano Rodrigo Monteiro.
“Ele nega o crime. Não podemos entrar em detalhes sobre seu depoimento, mas posso afirmar que houve algumas contradições em seu teor”.
Sandro é proprietário de uma Funerária.
De acordo com o delegado o motivo da morte foi o final da sociedade entre o acusado de ser o mandante e o vereador.


(Delegado viu contradições do depoimento do empresário)

“A vítima era uma pessoa bastante conhecida na região. Então quando Geraldo se desligou da empresa de Sandro, a clientela da empresa do acusado começou a cair. Muitos clientes procuravam empresas ligadas à Geraldo. Isso despertou uma intriga. O vereador vinha sofrendo algumas ameaças que culminaram com a execução”, disse o Rodrigo Monteiro.

(Empresário foi preso em Recife - PE)
Na sexta-feira (20/09) a PC já havia prendido o policial militar pernambucano, José Valter da Silva, como o executor do crime.
A prisão do empresário José Sandro é temporária e tem validade de 30 dias.
Um terceiro envolvido, está sendo procurado pela polícia.