"Prefeita foi eleita, mas quem manda e desmanda no município é o marido", afirma presidente do SINTAB; Napoleão Maracajá promete pedir bloqueio das contas de Massaranduba e Puxinanã; VEJA VÍDEO

Napoleão vai pedir bloqueio de contas das prefeituras
"A prefeita não governa, quem mada é o marido", foi assim que o presidente do Sindicato dos Servidores Municipais do Agreste da Borborema descreveu a atual situação dos municípios de Massaranduba e Puxinanã, ambos localizados no Agreste do estado, na Região Metropolitana de Campina Grande.
Para Napoleão Maracajá, a situação tem gerado inúmeros prejuízos aos municípios, principalmente à  classe trabalhadora.
No caso específico de Puxinanã a principal briga entre o SINTAB e a gestora 'Lúcia de Orlando' gira em torno dos pagamentos dos servidores que não foram quitados na gestão anterior. "A dívida é do município, não é de A ou de B. O SINTAB quer negociar mas o diálogo é difícil. Recebemos uma proposta inicial de parcelar os vencimentos em 60 meses, o que é inviável visto que a maioria dos pagamentos é de apenas um salário mínimo. Agora apareceu outra proposta para o servidor fizesse um empréstimo. Até aceitamos o empréstimo desde que o mesmo seja feito em nome do município e não do trabalhador" comentou.
Questionado sobre a situação da cidade de Massaranduba, Napoleão destacou também a relação entre a atual prefeita Joana D'arc e o seu esposo, que é ex-prefeito do municio, Antonio Mendonça Filho. "Em Massaranduba é a mesma situação, a prefeita foi eleita, mas quem manda é o marido. Inclusive, age com bastante autoritarismo. Eu sou prova disso. Temos inclusive um material em vídeo que mostra uma negociação com servidores sobre salários que foi o marido da prefeita que conduziu" revelou.
Maracajá informou que já entrou com ações no Ministério Público contra as duas gestoras. No caso de Puxinanã, o sindicato quer que a justiça bloquei as contas do município e garanta o pagamento dos servidores. Já em Massaranduba, a entidade pede o afastamento imediato do ex-prefeito Antonio Mendonça Filho - que inclusive é ficha suja e não pode assumir nenhum cargo eletivo - da vida administrava do município. "Questionamos se ele ocupava algum cargo na prefeitura e a gestora disse que não, que era apenas o marido dela" completou Napoleão.

CONFIRA VÍDEO DA ENTREVISTA DE NAPOLEÃO MARACAJÁ: