Justiça suspende direitos políticos de ex-prefeito de Pedra Lavrada/PB


O ex- prefeito de Pedra Lavrada, Sebastião Vasconcelos Porto, foi condenado pela Justiça Federal por improbidade administrativa em decorrência de irregularidades na aquisição de kits escolares e capacitação de professores. O gestor teve os direitos políticos suspensos por cinco anos e terá que ressarcir R$ 11.466 ao erário do município. A decisão foi tomada pelo juiz federal substituto da 6ª Vara, Rafael Chalegre do Rêgo Barros.
A denúncia do Ministério Público Federal (MPF) aponta que o município de Pedra Lavrada, a 238km da capital, firmou, junto ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), o convênio para aquisição de kit escolar e escolheu por meio de procedimento licitatório Carta Convite a empresa Terra Nova que, segundo o MPF não existe de fato, o que configuraria convidar empresa fantasma para participar de licitação. Segundo o processo, a inexistência da empresa foi comprovada pela Polícia Federal.
Os 234 kits escolares seriam fornecidos pela empresa Nova Terra. Segundo o MPF, o material não foi distribuído na rede pública de ensino. Na decisão consta que o MPF alegou que não não há qualquer notícia do recebimento dos produtos escolares adquiridos, embora o valor de R$ 11.466,00 tenha sido empenhado em favor da empresa Nova Terra.
A prefeitura de Pedra Lavrada também abriu o procedimento licitatório Carta Convite nº 028/2004, com o objetivo de contratar a capacitação de professores, tendo como vencedora a empresa João Ramalho Dantas Filho (nome fantasia Conpe Consultoria e Representação Ltda).
O ex-gestor, Sebastião Vasconcelos Porto, foi também condenado ao pagamento de multa civil em valor equivalente a duas vezes o valor do dano, além da proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios pelo prazo de cinco anos. "O ônus da prova incumbe ao réu quanto à existência de fato impeditivo, modificativo ou extintivo do direito do autor (art. 333, II do CPC), de modo que caberia ao réu Sebastião Vasconcelos Porto, comprovar, cabalmente, que a prefeitura recebeu os kits escolares licitados", destacou na sentença o juiz Rafael Chalegre do Rêgo Barros, juiz federal substituto da 6ª Vara.

Treze empata com o CRB e continua perto da degola na Série C do Brasileiro

O Treze empatou em 1x1 com o CRB-AL, na noite desta segunda-feira (15), no estádio Presidente Vargas, em Campina Grande. O resultado não foi bom e o Galo continua ameaçado de rebaixamento na Série C do Brasileiro.

No inicio primeiro tempo, o Treze atuou de forma discreta. O CRB tomou a iniciativa, atacando pela lateral esquerda. Foram oito minutos de pressão quase total da equipe Alagoana, que buscava o gol.

A partir dos dez minutos, o Treze equilibrou as tentativas de ataque. Aos 27, Bruno Aquino chutou da entrada da área e obrigou o goleiro Júlio Cesar, do CRB, a fazer uma boa defesa. O jogo ficou truncado, com o CRB tendo mais posse de bola. Aos 41 minutos o CRB abriu o placar. Em cobrança de escanteio do meia Éder, o zagueiro Daniel Marques subiu mais do que a zaga do Treze, antecipando ao goleiro Gilson. O árbitro, no entanto, viu um desvio na cabeça do outro zagueiro do CRB, Gabriel, que terminou tendo o gol anotado na súmula.

No segundo tempo, o jogo inverteu. O Treze passou a ter mais domínio da partida e tentou mais os lances de ataque. De tanto pressionar, acabou empatando a partida aos 5 do segundo tempo, com Rafael Oliveira, que aproveitou falha do lateral Paulo Sérgio, do CRB, e concluiu para o gol.

Aos 8 minutos, o CRB teve um gol anulado pela arbitragem, por impedimento. O Treze continuou na pressão durante todo o segundo tempo, mas esbarrou no goleiro Julio Cesar, que salvou por diversas vezes o gol alagoano.

Com o resultado, o Treze ficou com 16 pontos, saindo da zona de rebaixamento, mas continuando ameaçado pela degola. O CRB permanece na terceira colocação, com 23 pontos, atrás de Botafogo, 24, e Fortaleza, 28 pontos.

O próximo compromisso do Galo da Borborema pela Série C será na segunda (22), quando enfrentará o líder do grupo, o Fortaleza, no estádio do Castelão, no Ceará.

Trauma de CG erra, jogador é dado como desaparecido, mas está internado no local

A direção do Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes em Campina Grande, informou na tarde desta segunda-feira (15) que o jogador de futebol Jamilson Mangueira, 33 anos, nunca esteve desaparecido. O jovem está internado na ala vermelha do local e a própria unidade reconheceu que houve um erro nas informações que levaram à notícia de desaparecimento.

Segundo o diretor Geraldo Medeiros, as enfermeiras relocaram o paciente para a área vermelha, mas a equipe de enfermagem esqueceu de atualizar o prontuário, o que provocou a falha na comunicação. A família foi chamada e, junto com a direção do hospital, assistiu às imagens nas câmeras de segurança, quando a situação começou a ser esclarecida. Medeiros adiantou que não vai divulgar nenhuma nota oficial sobre o caso.

De acordo com o diretor, Jamilson Mangueira passou por uma tomografia computadorizada para examinar a cabeça e segue internado em observação, correndo risco de morte.

O caso

O jogador foi internado no trauma de Campina Grande após sofrer um acidente, na madrugada do domingo (14), na saída de uma festa na cidade de Conceição, no Sertão do estado. “Jamilson estava saindo de um evento sofreu uma forte pancada na cabeça ao ser vítima de um acidente de moto. Inicialmente, foi levado por uma ambulância do Samu para o Hospital Regional de Patos, mas foi transferido para Campina Grande”, disse Maria Rozevir, parente da vítima.
A mulher revelou que o homem chegou no Hospital de Trauma de Campina Grande onde recebeu atendimento e horas depois teria desaparecido da unidade. “Ele estava na companhia de um irmão, que saiu da sala por alguns instantes e quando retornou não o encontrou mais. Jamilson Mangueira estava muito alterado e inconsciente” disse dona Rozevir.

Público fantasma ataca na despedida do Campinense na Série D

O maior público do Campinense na Série D do Campeonato Brasileiro aconteceu no jogo desse domingo (14), diante do Central de Caruaru, quando o borderô registrou 5.000 pessoas.

No papel, um ótimo público, se o estádio Amigão não estivesse quase vazio, como mostra a imagem acima.

O público fantasma atacou justamente na despedida da Raposa da competição, em jogo que não havia interesse do torcedor raposeiro.

Para efeito comparativo com a média de público do próprio clube, que era de 1.758 pagantes por jogo, até então, o aumento de torcedores, ou melhor, de fantasmas, na arquibancada, foi de aproximadamente 65%.

A explicação vem do programa ‘Gol de Placa’, do Governo do Estado, que após sofrer uma reformulação, no inicio deste ano, possibilita que o clube arrecade com o projeto, através da troca de ingressos por cupons fiscais, nos valores de R$ 50 ou de R$ 10 aos beneficiados do programa Bolsa Família. Pelo menos deveria ser este o mecanismo…

Outro ponto que parece estar bem longe da realidade, é a finalidade que motivou a mudança no formato do programa: atrair o público para os estádios paraibanos.

Em contato com o blog, o Secretário de Esportes, do Governo do Estado, Tibério Limeira, admitiu falhas na execução do programa.

”Todo primeiro ano de programa existe algumas falhas, alguns testes que precisam ser feitos, e todas essas questões estão sendo observadas em relação ao programa. O que precisará ser corrigido, será”, garantiu.
O blog também tentou contato com o presidente do Campinense, William Simões, mas não obteve sucesso. Vale lembrar, que o próprio William Simões foi um crítico durante sete meses do novo formato do programa, classificando a mudança de ”eleitoreira”, mas acabou aderindo em agosto alegando querer ”aumentar a receita do clube”.
Enquanto isso, os fantasmas se aproveitam de entradas subsidiadas com o dinheiro público…
Sem título

Remígio/PB: comerciante e agricultor são atindos com tiro de espigarda quando faziam caminhada as margens de rodovia


O comerciante Joseilton  Macedo de Oliveira, 33 anos, e o agricultor Paulo Sérgio da Costa Lira, moradores do sítio Jacaré, foram baleados na manhã desta segunda-feira (15/09) em um trecho da BR104, já na zona urbana de Remígio, no Agreste.
Eles caminham às margens da rodovia quando alguém atirou com uma espingarda de cartucho.
Os chumbos atingiram peitos e braços das vítimas que procuraram o destacamento policial e denunciaram o caso.
O SAMU foi solicitado.
O agricultor e o comerciante não correm riscos.
Eles desconhecem o motivo do disparo.
O acusado não foi localizado, apesar das rondas.

Após matar a esposa à facadas, homem é espancado até a morte em Lucena/PB

(Foto: Walter Paparazzo/g1pb)
Uma mulher foi assassinada com golpes de faca na madrugada deste domingo (14/09) em uma danceteria, em Lucena, no litoral norte paraibano.
Policiais militares que estiveram no local por volta de 01h00  constataram que a mulher não apresentava sinais vitais.
(Foto: Aguinaldo Motta/portalcorreio)
O companheiro, suspeito da autoria do crime, foi espancado pela população com pedaços de pau até a morte, segundo o delegado José Guedes Sobrinho.
Segundo ele, no local onde o corpo do suspeito do assassinato foi encontrado havia muitos pedaços de madeira.
“As pessoas amarraram o suspeito pelas pernas e, ao que tudo indica, ele foi morto a cacetadas porque há muitos pedaços de pau no local”.
O corpo foi encontrado nas imediações da comunidade Carrapeta, também conhecido como integrante do bairro do Treze, em Lucena.
( g1pb - Wagner Lima)
 
INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES:
Nome da mulher: Celma Anselma de França, 28 anos, morta com um golpe de faca no peito esquerdo na altura do coração.
Nome do Homem: Iranildes da Silva, de 44.

Vigilantes são feitos reféns durante explosão de caixas eletrônicos em Campina Grande/PB

Uma fábrica de produtos têxteis foi invadida na madrugada desta sexta-feira (5), no Distrito Industrial, em Campina Grande, no Agreste do estado. Os bandidos fizeram os vigilantes como reféns e explodiram os terminais eletrônicos.
De acordo com o Centro de Operações da Polícia Militar (CIOP) de Campina Grande, cerca de oito homens armados e encapuzados chegaram ao local por volta da meia noite e invadiram a fábrica.
Ainda segundo a PM, quatro homens tiveram acesso a parte interna da empresa e o resto do grupo ficou na área externa dando apoio aos comparsas. Uma testemunha que presenciou o crime revelou aos policiais que os assaltantes usavam o fardamento da fábrica.
O crime durou cerca de uma hora. Eles fugiram em um veículo efetuando disparos para o alto e jogaram grampos na pista para dificultar a perseguição policial. Carros de moradores tiveram os pneus furados.
A Polícia Militar informou que não foi possível saber se os bandidos conseguiram levar dinheiro, porque os caixas eletrônicos e prédio ficaram bastante danificados. O caso foi registrado pelo delegado Henry Fábio, da Delegacia de Roubos e Frutos de Campina Grande. Ninguém foi preso.


NA CADEIA: Polícia Civil prende jovem acusado de praticar arrombamentos em Campina Grande/PB; acusado mora no Monte Castelo


Um jovem de 20 anos morador de Monte Castelo, em Campina Grande, foi preso em flagrante pelos agentes da Delegacia de Roubos e Furtos, suspeito de praticar arrombamentos em estabelecimentos comerciais de Campina Grande, Ingá, Fagundes e outras cidades da região.

Na casa dele foram encontrados diversos objetos e roupas que a polícia acredita se tratar de produtos de furtos.
Em um vídeo, veiculado na imprensa, o acusado aparece arrombando uma loja de pneus na cidade de Ingá.
Ele está preso na Central de Polícia e vai ser transferido para o Presidio Padrão nesta sexta-feira (05/09).

O delegado Henry Fábio espera que as pessoas que tiveram roupas e objetos furtados compareçam a delegacia para reconhecer os seus pertences.

NESTA SEXTA: Raoni Mendes anuncia apoio a Cássio e Tatiana Medeiros a Ricardo Coutinho

Os candidatos a governador da Paraíba, Cássio Cunha Lima (PSDB) e Ricardo Coutinho (PSB), receberam novos apoios de lideranças políticas no estado nesta sexta-feira (5).

A primeira adesão aconteceu em Campina Grande. A ex-secretária de Saúde de Campina Grande, na gestão de Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), Tatiana Medeiros (PMDB), anunciou apoio a Ricardo Coutinho. A peemedebista disputa o cargo à deputada estadual.

O anúncio foi feito durante visita de Ricardo Coutinho ao shopping popular Edson Diniz, no Centro de Campina Grande. Na oportunidade a peemedebista, que concorreu a prefeita nas eleições de 2012, discurso em favor da reeleição do governador. “Agora sou laranja”, disse Tatiana Medeiros, que estava vestida de vermelho, em alusão a cor do PSB.

O outro anuncio aconteceu em João Pessoa. O vereador da Capital Raoni Mendes (PDT), mais votados nas eleições de 2012, oficializou apoio a candidatura de Cássio Cunha Lima.

A formalização acontece durante entrevista coletiva, no comitê eleitoral da coligação ‘A Vontade do Povo’. O vereador foi recebido por Cássio, que agradeceu a adesão.
“Anuncio minha decisão de votar em Cássio, assim como a grande maioria do povo paraibano”, disse Raoni, O apoio do vereador ao tucano contraria a decisão do seu partido que fez aliança com o PSB do governador Ricardo Coutinho.

Vídeo mostra dupla assaltando casal na porta de casa em Campina Grande/PB

O circuito de câmera de uma residência flagrou o momento em que um casal foi abordado ao chegar em casa. O crime ocorreu por volta das 19h, no bairro do Catolé, em Campina Grande. O assalto foi registrado pelo Centro Integrado de Operações da Polícia Militar da cidade.
De acordo com a Polícia Militar, dois homens em uma motocicleta abordam o casal no momento em que chegada na residência. As imagens mostram quando um desce da moto e vai em direção as vítimas.
No relatório da PM consta que a dupla conseguiu levar uma carteira contendo dinheiro, um aparelho celular, documentos pessoais e um relógio. Os suspeitos não foram identificados.
Ainda no bairro do Catolé, por volta das 16h, dois homens em uma moto vermelha assaltaram um casal na saída de casa e levaram celulares. Ninguém foi preso.

Preso casal português que estaria vendendo produtos falsos a advogados

Um casal de portugueses foi preso na tarde desta sexta-feira (5), em Santa Rita, na Grande João Pessoa, suspeito de fraude no comércio, após denúncias de que estaria vendendo produtos falsificados na Paraíba.

De acordo com a delegada Mari Soledade, três advogados registraram denúncia de que teriam sido enganados após comprar produtos falsos, provenientes de negócios com os portugueses.

A polícia iniciou as investigações e prendeu o casal no momento em que eles trocavam um cheque, em uma agência bancária do Centro de Santa Rita.

Segundo a delegada, os dois estavam hospedados em Recife (PB), mas estariam fazendo os negócios fraudulentos na Paraíba.

Eles foram levados para a 6ª Delegacia Distrital, mas devem responder em liberdade e se condenados, podem ficar de seis a dois anos presos, conforme o artigo 175 do Código Penal, que trata da fraude em comércio.

A delegada Mari Soledade informou ainda que as investigações continuam para saber se há mais pessoas envolvidas no crime identificado por meio da prática dos portugueses, bem como se outras vítimas teriam sido alvo da dupla.

Polícia prende agricultor que assassinou o próprio sobrinho; vítima teria assediado a esposa da vítima e oferecido dinheiro para manter relações sexuais

(Assis: "cantou" a mulher do sobrinho e ainda o matou)
As polícias civil e militar prenderam na tarde desta quinta-feira (04/09), o homem acusado de ser o assassino do vaqueiro Manoel Eudes dos Santos.
O crime aconteceu pela manhã no município de Mulungu, na região de Guarabira, no Brejo.
“Neco”, de 31 anos, foi morto com um tiro de espingarda calibre 12 na cabeça.
O crânio dele praticamente foi esfacelado.
Ele pilotava uma motocicleta.
Quando chegava na entrada da fazenda Santa Tereza, aonde morava e trabalhava, acabou assassinado.
(Jéferson de "regata" laranja emprestou a arma)

O acusado é o ex-presidiário Francisco de Assis Andrade, de 36 anos, tio da vítima.
Assis cumpriu pena por tráfico de drogas e homicídio.
Segundo as primeiras informações da polícia, a esposa de Neco era vítima de assédio por parte do acusado.
Ele ofereceu “50,00 reais” para manter relações sexuais com Ednalva dos Santos Souza, 23 anos, e o marido tomou conhecimento.
Ao saber do assédio do tio à sua esposa, Neco teve uma discussão severa com o acusado no sábado (30/08).
De acordo com Francisco, o sobrinho chegou a lhe agredir fisicamente.
A arma utilizada no crime foi emprestada por um homem conhecido com Jéferson que também acabou preso. (Com informações portalmidia/nordeste1) Fotos: Pedro Junior, portalmidia e nordeste1

NA TELEVISÃO: candidata paraibana protagoniza o primeiro beijo gay em guias eleitorais

A ativista LGBT, Fátima Santos (Psol), protagonizou o primeiro beijo gay da história da propaganda eleitoral televisiva, na Paraíba. Ela, que disputa uma das 36 vagas na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), apresenta a companheira no vídeo e discursa “pelo fim da homofobia, racismo e machismo”.
“Nesta segunda fala do guia eleitoral preferi quebrar o tabu da omissão, sim sou mulher, negra e lésbica e acredito que seremos mais fortes na luta por nossos direitos. Mais escolas, saúde e segurança... sem máscaras ao defendermos nossos direitos... Somos muito mais fortes juntas, a força da diversidade”, postou Fátima em seu perfil em uma rede social.

Em outra postagem, Fátima demonstra que não sente preconceito da classe política ou incomodo em entrar na disputa político-partidária sendo assumidamente gay.

“Gosto mesmo de mostrar a cara e não me esconder atrás de interesses políticos ou pessoais. Quero mesmo o bem do coletivo, por isso enfrentei de frente e tenho um espaço assumidamente para o púlico LGBT e conquistei o respeito dentro do bairro. E é assim que estou nessa campanha sem ficar atrás de beneficio próprio. Vamos juntas nossos direitos não podem ser abafados por esses políticos que só estão do nosso lado em momentos de campanha e quando eleitos fogem e não recebem os movimentos”, diz.

Polícia prende acusados de homicídios no Sertão; dupla estava sendo procurada pela justiça

A Polícia Civil, por meio da 19ª Área Integrada de Segurança Pública (Aisp), com sede na cidade de Sousa, prendeu dois homens acusados de participar de um grupo na região. Francinildo de Oliveira Alencar e Jocival Manoel de Sousa são acusados de homicídios e tentativas de assassinato.
De acordo com o delegado seccional de Sousa, Sylvio Rabelo, Francinildo é fugitivo do presídio de Santa Rita e acusado de um homicídio em 2000, no antigo presídio de Sousa. Em depoimento, ele revelou à polícia que faz parte de um grupo criminoso que agia na Paraíba.
Na operação de cumprimento a mandados de prisão, Jocival Manoel de Sousa também foi detido. Ele é acusado de tentativa de homicídio e tráfico de drogas. Os acusados foram encaminhados até a Colônia Penal Agrícola do Sertão em Sousa, onde ficarão a disposição da Justiça.

Caminhoneiro que moravaem Campina Grande/PB morre em acidente de trânsito em Minas Gerais


Na noite da quinta-feira (28/08) na BR-135 no KM/603 em Corinto/MG, o caminhoneiro Antônio João da Silva, mais conhecido como “Toinho de Fogoió”, de 35 anos, que morava na Rua Acre, Liberdade, Campina Grande, morreu vítima de acidente.

Ele estava conduzindo uma carreta quando perdeu o controle e sobrou em uma curva e caiu num barranco de aproximadamente “400 metros”.
Antônio era natural de Santa Cruz do Capiberibe/PE.

O corpo foi velado na casa dos pais na cidade pernambucana.
A comoção tomou conta do velório e sepultamento.
Centenas de pessoas prestaram sentimentos à família.

O momento mais emocionante do cortejo foi quando o pai da vítima, o conhecido “Fogoió dos Oito Baixos”, tocou o “fole”  dando Adeus ao filho.
Uma carreata foi realizada pelos caminhoneiros amigos de estradas em homenagem a Antônio.
 
(Com informações do agrestenoticia)
Fotos: agrestenoticia

Cabo é expulso da PM após ser condenado a 10 anos de prisão por homofobia

Dois policiais militares foram expulsos da corporação depois de serem condenados por crimes na Paraíba, conforme publicado nas páginas 8 e 9 do Diário Oficial desta quarta-feira (3). Um deles foi acusado pela Polícia Civil de tentar matar uma pessoa por homofobia e outro por portar drogas, armas de forma ilegal, explosivos e detonadores.

De acordo com o que consta na publicação, José Jorlânio Nunes de Lima, que era cabo, foi condenado a 10 anos de prisão por tentativa de homicídio duplamente qualificado, após ferir um homem com três tiros, sendo um na cabeça, no ano de 2011, em Patos.

A vítima se recuperou e reconheceu o policial como autor do crime. Segundo o ato assinado pelo comandante geral da Polícia Militar, Euller Chaves, o crime teve como “motivação a homofobia e com circunstâncias que demonstram 'intolerância comportamental e aversão ao outro'".

Ele está preso no 3º Batalhão da Polícia Militar, em Patos, e ainda responde por outros cinco homicídios que também seriam por homofobia.

O segundo policial expulso da corporação é Lúcio Edísio de Negreiros, que também era cabo e foi preso em 2013, em Campina Grande. Conforme o ato assinado por Chaves no Diário Oficial, ele foi condenado a nove anos e três meses de reclusão em regime fechado além do pagamento de 90 dias de multa depois ser flagrado com uma grande quantidade de armas, entre elas várias de grosso calibre, bananas de dinamite e veículo com restrição de furto.

De acordo com a edição do Diário, José Jorlânio integrava o quadro da PM desde 1990 e Lúcio Edísio entrou na corporação em março de 1999.
Assim como confirmou o comandante-geral por meio dos atos assinados, os dois ex-policiais tiveram garantidas todas as chances de defesa dentro do que está previsto em lei.